Deformidade de Madelung

por | 08/10/2020 | Deformidades Congênitas

A Deformidade de Madelung, ou Doença de Madelung, é uma alteração que acontece ao longo do crescimento, que deixa os antebraços mais curtos e a cabeça da ulna mais “evidente” no punho.

Deformidade de MadelungÉ muito mais comum em meninas do que em meninos, com importante associação com a Discondrosteose de Leri-Weil e com a síndrome de Turner.
As pacientes, geralmente, têm baixa estatura e reclamam da deformação dos punhos e antebraços. Pode haver dor na região do punho, principalmente na articulação rádio-ulnar distal (Arud).

Usualmente, a doença se manifesta quando se inicia o crescimento acelerado pré-púbere e a deformidade se torna evidente.
Há algum consenso de que seja ocasionada pelo ligamento de Vickers, que seria um ligamento rádio-semilunar curto anômalo, com origem mais proximal no rádio e bastante espesso.
Há uma diminuição importante ou parada de crescimento da região palmar (volar) e ulnar da fise (cartilagem de crescimento) da região distal do rádio. Com isso, o rádio se curva para palmar e ulnar. Em consequência, a região distal do rádio luxa para “baixo” deixando a articulação rádio ulnar distal incongruente. A cabeça da ulna, em consequência, fica bastante aparente na região dorsal.

O diagnóstico diferencial deve ser feito com o punho do ginasta (ginástica artística), no qual ocorre parada de crescimento da fise por lesão traumática aguda ou lesões por sobrecarga e de repetição, e pela exostose hereditária múltipla (Doença de Ollier). A presença do ligamento de Vickers é patognomônica da Deformidade de Madelung.

A deformidade de Madelung pode ser classificada em leve, moderada e grave.
Casos leves e moderados assintomáticos devem ser observados. Muitos destes pacientes nunca precisarão de cirurgia.

Todavia, quando o diagnóstico é realizado muito precocemente (antes do “estirão” da puberdade ou ao redor da menarca, por exemplo), pode-se realizar uma cirurgia para ressecção do ligamento de Vickers, desipifisiodese* da região palmar e ulnar do rádio e interposição de tecido gorduroso para se evitar recidiva da deformidade.

Nos casos em que a deformidade evolua, ou em que o paciente tenha dor, podemos optar por diversos procedimentos cirúrgicos. Os principais são: osteotomia corretiva do rádio, osteotomia cupuliforme e osteotomia de encurtamento da ulna, cirurgia de artrodese da rádio-ulnar distal com pseudartrose programada da ulna (Sauvè-Kapandji).

É bastante comum que as pacientes procurem o consultório devido a queixas estéticas. Deve-se pesar os riscos e benefícios destas cirurgias em pacientes sem dor, uma vez que as cicatrizes para os procedimentos ósseos também trazem prejuízo cosmético e há risco de complicações desnecessárias para boa função do membro.

Quer saber mais sobre a doença? Ouça o Podcast da Sociedade Brasileira de Cirurgia da Mão moderado pelo Dr. Diego Falcochio:

https://podcasts.apple.com/us/podcast/epis%C3%B3dio-15-deformidade-de-madelung/id1454663859?i=1000492515663

*Desipifisiodese: ressecção da barra óssea na cartilagem de crescimento, que promove a deformidade no punho.

 

Dr. Diego Figueira Falcochio

Ortopedista especialista em mão e microcirurgia

CRM 122.897 TEOT 11.487

Leia também

Reimplantes

Reimplantes

Apesar de o primeiro macro-reimplante ter sido realizado em 1962 (um reimplante ao nível do braço realizado por Malt e McKhann) e o primeiro reimplante de dedo (um polegar reimplantado por Komatsu e Tamai) ter corrido em 1965, reimplantar as mais diversas partes do corpo continua sendo um desafio enorme para os cirurgiões. Nosso objetivo é conseguir resultados funcionais e estéticos cada vez melhores.

ler mais
Lesões do nervo mediano

Lesões do nervo mediano

O nervo mediano é ramo das cordas lateral e medial do plexo braquial. Formado com fibras sensitivas, predominantemente, vindas de C6 e motoras de C8.
Ele inerva os músculos flexores extrínsecos (que começam fora e terminam dentro da mão), a exceção dos flexores ulnar do carpo e profundo para os dedos anelar e mínimo. Além disso, inerva parte musculatura intrínseca da mão (músculos que se originam e se inserem dentro da mão): a musculatura que realiza a oponência entre o polegar e os dedos longos (abdutor curto, oponente e uma das cabeças do flexor curto do polegar) e os músculos lumbricais para os dedos indicador e médio.

ler mais
Lesões do nervo ulnar

Lesões do nervo ulnar

O nervo ulnar é ramo da corda medial do plexo braquial. Formado com fibras predominantemente vindas de C8 e T1.
Ele inerva os flexores ulnar do carpo e profundo para os dedos anelar e mínimo, além da musculatura intrínseca da mão (músculos que se originam e se inserem dentro da mão).

ler mais

Pin It on Pinterest